domingo, 29 de outubro de 2017

EU CONSIGO ADIVINHAR O ACERTO NÃO REVELADO DA CONVERSA ENTRE TEMER E RODRIGO MAIA

Rodrigo Maia não quis contar, mas é só analisar o cenário  que se afigura ante os olhos de Temer.  Acusação de obstrução de justiça, de  organização criminosa e de corrupção passiva.   Por outro lado, a demanda  da maioria absoluta dos grandes empresários do Brasil, que querem reforma da previdência porque deram calote no erário e exigem  que a gente pague por eles.  Simples entender:  Rodrigo Maia é presidente da Câmara dos Deputados, mas na prática  bem mais do que isto:  é o grande mandachuva, quem decide quase tudo sozinho e quem faz e desfaz, com mais de duzentas e cinquenta vacas-de-presépio à sua disposição.  Assim, o conluio é o seguinte:  Rodrigo Maia salva Temer (como salvou) no julgamento da segunda denúncia doa PGR, e o Planalto investe pesado na candidatura de Rodrigo Maia à presidência da República.    Eleito, Maia dá ministérios a Temer e seus asseclas, que deste modo mantêm o foro privilegiado e não são julgados em primeira instância após 2018.  E assim todos permanecerão felizes para sempre.  E nós, duzentos milhões de otários, ficaremos vendo a ditadura civil se articular como se estivéssemos assistindo a uma partida do campeonato mexicano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário