domingo, 30 de julho de 2017

UTOPIA

Se uma doce emoção repontar
na gente rude das ruas cinzentas...?
Se o ódio silenciar tão profundo
de parecer estar morto e sepulto...?
Se eu me apaixonar pela prostituta
e viver uma inquietação mais sem fim..?
Se as pessoas quebrarem o asfalto
e plantarem jardins nas estradas...?
Se eu vir a ternura brotando
nos olhos tão frios de Helena...?
Se alguma voz bela cantar 
e encantar toda a praça e a cidade...?
Se tudo for só poesia,
sem juízo, sem bom-senso ou limite...?
Se esta utopia crescer de tal modo, 
que arrebente a impalatável verdade...?
Se minha quimera vencer o real,
parecerá vivermos pura felicidade.


SE EU AMAR ESSA MULHER?

E se eu amar essa mulher
de olhos tão despidos dos afetos?
E se eu amar essa mulher
loucamente de segui-la sorrateiro pelas ruas,
verificar furtivamente seus papéis, seus aparelhos,
suas vestes íntimas no cesto e no varal?

E se eu amar essa mulher,
obsessivo de falar seu nome o tempo todo,
nas noites frias de tristeza e de distância?
E se eu amá-la de um modo assim tão tresloucado
de perdoar-lhe as traições e os seus desprezos?
Se eu amá-la de um modo tão servil e tão demente
de sentir-me um ser chão diante dela?
Se eu amar demais essa mulher, 
de querer morrer caso ela suma dos meus olhos,
de querer matá-la caso queira me deixar,
ou ainda me deitar pelas sarjetas se perdê-la para sempre?

Vou deixar que essa mulher siga em paz o seu caminho:
não, não posso, não, jamais amar essa mulher!


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Como ter alguma esperanças num país que se preocupa mais com o desempenho dos seus jogadores de futebol em campo do que com os atos dos seus políticos... onde uma passeata LGBT reúne pelo menos cinquenta vezes mais pessoas do que um protesto contra os desmandos e a corrrupção da sua degenerada classe política... onde  ministro de alta corte, ao invés de portar-se como magistrado, defende com unhas e dentes parlamentares e gestores sujos  e por isto mesmo espúrios... onde as Organizações Globo - que são a mais tendenciosa rede de comunicação e a maior deturpadora da história contemporânea do Brasil - é que mais formam opinião?  Para mim chega.  Desisti de tudo, joguei a toalha, entreguei os pontos: não quero mais lutar por nada. Vai ser tudo como Temer, a Febraban, a Fiesp, a Firjan, a Globo e etc. quiserem.  Porque aqui não há lei, justiça ou ética:  manda e faz o que bem quer quem tem a arma ou a caneta na mão.  Só lamento não ter idade e especialização para tentar uma vida e uma história diferente em outro país.  Da mesma forma como me desola profundamente ter dado filhos e uma neta a esta terra.   Aqueles que deram as costas para os fatos extremamente graves que dilapidaram e ainda dilapidam o Brasil, também sentirão, tanto quanto eu, na carne os efeitos de termos um Estado  antidemocrático e estarmos caminhando a passos largos para nos tornarmos a Somália da América Latina.  Não há nenhuma eperança, nada de bom ficou por aqui. Acabou tudo... Acabou tudo.

domingo, 2 de julho de 2017



Não creio em nada. Ou em quase nada.  Não creio em Deus. Nos homens, muito menos.  Não alimento ilusões e esperanças quanto às coisas à volta e ao mundo.  Não vivo destilando alegria pelos quatro cantos do planeta.  Sou um misantropo e não cultuo deuses nem homens.   Mas me embeveço quando de manhã olho pra fora da janela do meu quarto e vejo a árvore florada e repleta de vida, uma pequena mostra do quanto a Natureza é sublime, que contrasta com a rua pavimentada e quase totalmente desprovida de verde.  Beija-flores, besouros, percevejos.  Às vezes mariposas entram de madrugada, e tenho de acender alguma luz para que elas se aquietem.  Uma vez entraram dois beija-flores por volta das três da manhã, e precisei apagar as luzes para deixarem de se bater e não se ferirem.  Na primeira claridade abri as bandeiras porque não souberam sair pela janela aberta.  A Natureza, os bichos: este é meu culto, meu alumbramento, minha crença absoluta.  Eu creio na vida, nos animais, nos besouros, nas árvores e plantas e me me irmano com eles, e a simples vista de tais criaturas me traz uma paz de nirvana, me faz contente com a própria existência, me faz encantado, enlevado e feliz.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

O QUE VOCÊ ACHA?

Diante da ciência de tanto crime na política nacional, no âmbito de estados, municípios e da União, fico me perguntando:  ressalvadas as exceções, é claro,  não dá o poder público no Brasil a impressão de ser a maior rede criminosa do mundo?

sábado, 27 de maio de 2017

ENTENDA POR QUE A GLOBO ESTÁ TÃO SEDENTA DE APROVAR AS RERFORMAS TRABALHISTA E DA PREVIDÊNCIA, E SAIBA COMO TENTAR EVITAR A APROVAÇÃO

Para obter o poder e nele se sustentar, Temer e  seus asseclas precisaram do apoio do alto empresariado do país (industriais, banqueiros, donos de órgãos de imprensa , rádio e tevê, latifiundiários, donos de firmas de previdência privada e vai por aí adiante).  Acontece no entanto que empresário não apoia ninguém sem disto tirar vantagens e altos lucros.  Prova disto é a relação dos agora delatores com os governos do PT, PSDB, PMDB e apoiadores, que transcendeu os limites da legalidade.   No caso da atual gestão o respaldo foi trocado pelo pacto de espantoso barateamento da mão-de-obra através da reforma trabalhista (o que irá gerar lucros incalculáveis aos patrões) e, como há, entre os empresários que dão apoio a essa gente que governa,  inúmeros devedores da  previdência, estes inadimplentes estão sendo anistiados em bilhões e bilhões de dólares, e aí esse cara que tá exercendo o mandato de presidente  (num cai-não-cai desesperador) quer tapar esse buraco gigantesco  que está causando no orçamento da União com o nosso sacrifício, a partir do não-pagamento  dos benefícios que só receberemos  caso tenhamos respeitado pelo Congresso o nosso sagrado e inquestionável direito à aposentadoria, já que entramos no mercado de trabalho e pagamos a vida inteira para nos aposentarmos aos sessenta anos no caso de nós,  homens, aos cinquenta e cinco no das mulheres.
Se não ficou claro onde a Globo entra nisto, é só ver o quanto está sendo veiculado nas redes sociais que as organizações devem verbas previdenciárias astronômicas ao erário. Daí os jornalistas da emissora repetirem exaustivamente que a reforma é absolutamente necessária e requer uma urgência de ejaculação precoce, repetindo as palavras do emproado e prepotente Henrique Meirelles, que diz num tom de dono do País que nada mais pode ser abrandado ou negociado na maldita proposta de mudança que enviou ao Legislativo.  Os globais agem como agem porque as empresas dos Marinho também querem esta vultosíssima  anistia.  Mais: segundo o jornalista Paulo Henrique Amorim, a rede de comunicação quer que, caso caia Temer, a equipe econômica seja mantida, e para tanto está pronta a apoiar a escolha do nome que o Congresso fizer  para subsituir o atual mandatário,   que segundo especulações pode  ser Nélson Jobim ou o próprio Meirelles,  estando quem quer que seja escolhido desde já incumbido de concluir  as infames reformas iniciadas pelo perverso Temer.
Deste modo, saindo ou não o atual mandachuva, nossos olhos e foco têm de se voltar inteiramente para os deputados e senadores, divulgando os nomes dos que estão a favor da reforma e dos que estão se dizendo indecisos, para que não sejam maios votados nas próximas eleições, sobretudo porque os que não delcaram seu voto ou se dizem indecisos vão na verdade apoiar as reformas, mantendo-se apenas no aguardo de que o governo lhes faça altíssimas e generosas ofertas.   Assim, entrem no link http://infograficos.estadao.com.br/especiais/placar/votacao/economia/?id=KJpdG40RpG e vejam os favoráveis, falsos indecisos e os que não revelam a posição, e não deem votos a nenhum  deles em  hipótese alguma.   E isto deve ser feito ao menos duas vezes por semana.  O "placar do Estadão" tem de ser divulgado da mesma forma insistente como a Globo diz que "as reformas são necessárias".  Além disto, seja qual for o resultado das votações , devemos difundir a lista dos que votam contra trabalhadores até as eleições de 2018, para que os políticos nocivos às classes trabalhadoras sejam varridos do poder público.
Não deixem de divulgar duas vezes por semana a lista de "O Estado de São Paulo", além das listas contidas nos links:  http://g1.globo.com/politica/noticia/saiba-como-votou-cada-deputado-no-texto-base-da-reforma-trabalhista.ghtml (este é da reforma trabalhista) e https://oglobo.globo.com/rio/veja-como-votou-cada-deputado-na-aprovacao-do-aumento-da-aliquota-previdenciaria-do-servidor-no-rj-21391676 (este é o do aumento da contribuição previdenciária dos servidores do Estado do Rio de Janeiro, que pagaram a conta dos rombos de gestores e políticos.
Divulgar as listas é fundamental, porque é preciso lembrar que, enquanto apenas 83 se declaram a favor, no dia em que foi divulgado o escândalo do Temer com Joesley Batista, o governo anunciara ao Congresso que já tinha 225 votos.