quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

DURMA

Não, menina, não se dê a esperas e divagações:

Não fique a aguardar seu príncipe encantado.
Se você não sabe, este até já veio e já se foi
Sem que você se tivesse apercebido,
E nada tinha ele de encantado
E estava muito, muito longe de ser um príncipe.
Não se entristeça, menina, e não sonhe:
Apenas feche as janelas e durma.
Durma, menina, durma.

2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário