quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

NÃO DESISTA, NÃO, AINDA

Não desista, não, ainda,
Se a rolinha que se aninha
Entre os ramos da mangueira
Quebra o tédio do seu dia.

Não desista, não, ainda,
Se esse céu azul e branco
Faz nascer um sentimento
Parecido co’a esperança.

Não desista, não, ainda, 
Se Paloma, tão bonita,
Acenou lá da janela,
Num sorriso luminoso.

Não desista, não, ainda,
Se é bonita a Rio Branco,
Ipanema, tão alegre,
Que nos faz amar a vida.

Não desista, não, ainda,
Se há estradas e caminhos,
Belas serras, lugarejos,
Pro prazer de viajar.

Não desista, não, ainda,
Se seus dias, vez por outra,
Vêm trazer certa alegria, 
Não parecem tão iguais.

2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário